Ditadura Militar no Brasil: Repressão e Resistência.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS
DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA


Seqüência Didática de Ensino de História
Ditadura Militar no Brasil: Repressão e
Resistência.


Nome: Laís Alves Sanchez
Nº USP: 5974076
Professora: Antonia Terra Calazans
Ensino de História: Teoria e Prática

Seqüência Didática desenvolvida para a Disciplina de Ensino de História: Teoria e Prática, orientada
pela professora Antonia Terra Calazans.
Tema:
· Ditadura Militar no Brasil.
· Práticas e Instrumentos de Tortura.
· Movimentos de Resistência e Protestos.
· O Papel da Música nos movimentos de Resistência.
Público Alvo:
· Alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II e do 3º ano do Ensino Médio.


Objetivos:
Trazer ao aluno a discussão sobre o tema Ditadura Militar no Brasil, situando as práticas de
tortura e repressão e os movimentos de protesto, principalmente os festivais musicais. A
discussão de um tema tão importante para o entendimento e conhecimento da História do Brasil
se faz amplamente necessária e se dá de várias maneiras, por isso é interessante e julgo
necessário que o professor de história tente se valer e aproveitar as diversas manifestações da
sociedade e representações para realizar esta discussão.
Para tanto, proponho uma seqüência didática que trabalhe com historiografia, história
oral, documentos de época, legislações, produção cinematográfica nacional, vídeos não-oficiais,
notícias de jornais e músicas.
As atividades serão desenvolvidas em grupos ou individualmente, conforme o necessário,
procurando sempre organizá-las da maneira em que os alunos apreendam melhor o conteúdo e
possam fazer reflexões críticas.

História dos africanos no Brasil

• Aluno (a): Alunos da disciplina Ensino de História: Teoria e Prática, do 2o. semestre de 2008- FFLCH, História, USP
• Disciplina USP: Ensino de História - Teoria e Prática (FFLCH - HISTÓRIA - USP)
• Docente responsável: Prof. Antonia Terra
 

Proposta de confrontaçao historiográfica a partir de textos e imagens de livros didáticos sobre a questão dos africanos no Brasil.

 

 

A proposta aos alunos de graduação: tema, objetivo e material

 

A professora Antonia Terra propôs a seus alunos de graduação, no ano de 2008, que pensassem em uma sugestão de material didática para se estudar com os alunos a diversidade de explicações históricas e suas controvérsias, a partir da seguinte idéia de "controvérsia": "controvérsia é o antagonismo ou o conflito entre interpretações oferecidas por autores diferentes para um mesmo tema histórico"

 

O objetivo da proposta era debater com os alunos uma CONTROVÉRSIA HISTÓRICA, confrontando interpretações ou explicações distintas de um tema histórico presente em diferentes livros didáticos. O material utilizado seriam textos, imagens, tabelas e etc., encontrados em livros didáticos e relacionados a um tema histórico previamente escolhido pelo grupo de trabalho.

 

Sequência Didática

 

Tema histórico: História Africana

A evolução da escolaridade feminina brasileira no estudo de diversas fontes - século XIX ao XXI

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS
Sequência didática
A evolução da escolaridade feminina brasileira no estudo de diversas fontes - século
XIX ao XXI
Isabela Rodrigues de Souza
Número USP: 8980089
SÃO PAULO
2015

 

Tema:
A evolução da escolaridade feminina brasileira no estudo de diversas fontes - século XIX ao XXI.


• Público alvo: alunos do 9º ano do Ensino Fundamental.


Objetivos:
A elaboração dos fatos históricos, ao longo do tempo, tem mostrado uma clara preferência pela
História do homem e das grandes figuras masculinas, permeados por uma visão eurocentrica. Isso
levou a exclusão dos agentes femininos como construtores dos acontecimentos, sendo esse assunto
interesse de pesquisa apenas recentemente.


Este trabalho quer contribuir, de certo modo, para a elevação dos estudos que possuem as mulheres
como foco central em análises sobre a educação. Pensando nisso, o intuito dessa sequência didática
é a elucidação da história da educação das mulheres desde a permissão de ensino ao gênero
feminino até os dias de hoje.


Para isso, será realizado um estudo comparativo de textos e leis referentes ao final do século XIX e
início do XX e relatos recolhidos pelos alunos com avós, mães, outros familiares e/ou vizinhas
relativos a segunda metade do século XX. Destarte, os estudantes conseguirão observar as
principais mudanças no decorrer do tempo. Ademais, enfatizar-se-á que os próprios alunos podem
ser construtores do saber histórico, pois os dados para análise da educação das mulheres no século
XX serão recolhidos e examinados por eles mesmos.