Filme: Cabra Cega

• Aluno (a): Dahanne Vieira Salles, Erick Miyasato, Fernando O. Viana, Gabriel Pereira, Marcelo Akeo Takiy, Marcus Borgonove, Marjorie Yuri Enya, Paulo G. Bastos, Rafael Farinaccio e Thiago A.R. Oliveir

 

 

cabra-cega-poster02

 

 

Análise do filme Cabra Cega sob o prisma do tema: Rebeldia e Juventude.

 

“Aos muitos brasileiros, cabras-cegas, que tentaram atravessar a escuridão para tomar o céu de assalto”

 

Ficha técnica

Gênero: Drama

Tempo de Duração: 107 minutos

Ano de Lançamento (Brasil): 2005

Direção: Toni Venturi

 

Com esta dedicatória termina Cabra-Cega, filme brasileiro, dirigido por Toni Venturi e lançado em 2005 no Brasil. Baseado em depoimentos e no contexto conhecido da luta armada no Brasil, durante o regime militar, este filme retrata a vida de militantes de esquerda – e de um simpatizante da causa – após um deles ser ferido em ação e precisar ficar escondido até o fim de sua recuperação.

Apesar de ficcional, são diversos os documentos reais que aparecem neste filme, como fotos, vídeos da época ou o áudio da televisão. Estes elementos são encadeados no filme para dar maior grau de veracidade ao tema tratado e mostrar que, mesmo sendo ficcional, este filme tem uma larga base histórica e documental.

Filme: Batismo de Sangue

• Aluno (a): Dahanne Vieira Salles, Erick Miyasato, Fernando O. Viana, Gabriel Pereira, Marcelo Akeo Takiy, Marcus Borgonove, Marjorie Yuri Enya, Paulo G. Bastos, Rafael Farinaccio eThiago A.R. Oliveir

 

batismo

 

Análise do filme Batismo do Sangue sob o prima do tema Rebeldia e Juventude.

 

 

Ficha Técnica

Gênero: Drama

Tempo de Duração: 110 minutos

Ano de Lançamento (Brasil / França): 2007

Direção: Helvécio Ratton

 

 

Batismo de Sangue é um filme brasileiro, dirigido por Helvécio Ratton e lançado em 2007 no Brasil. Baseado no livro de Frei Beto, de mesmo nome, este filme retrata os dramas vividos por um grupo de seminaristas no fim da década de 60, quando estes decidem apoiar alguns grupos de esquerda que combatiam a ditadura militar, vigente no Brasil de então.

A experiência de resistência à ditadura, a prisão destes freis e as torturas pelas quais estes passaram são retratadas na película com grande fidelidade e o resultado deste tempo de terror será marcante em suas vidas, especialmente na de Tito, que não resiste às pressões das torturas e do exílio e acabada suicidando-se.

O Regime Militar no Brasil (1964-1985) e o Movimento Estudantil

• Aluno (a): Dahanne Vieira Salles, Erick Miyasato, Fernando O. Viana, Gabriel Pereira, Marcelo Akeo Takiy, Marcus Borgonove, Marjorie Yuri Enya, Paulo G. Bastos, Rafael Farinaccio, Thiago A.R. Oliveir, Alec Ichiro Ito, Caroline Gusman Anelli, Débora Machado Visini, Iris Czeresnia Kochen, José Augusto Romano Manhani, Laís Cardoso de Andrade, Luciana Saab e Michele Virgilio Aquino Dias.
 

 

Trabalhando o período da Ditadura Militar no Brasil tentamos entender o movimento estudantil como expressão da Juventude e da Rebeldia e

 

 

Implantada em 31 de março de 1964 e terminada oficialmente apenas em 1985, a época da Ditadura Militar brasileira foi marcada por grandes agitações políticas e sociais. De um lado, os conservadores faziam de tudo para manter o regime – e com ele a “ordem e o progresso” tão caros àquela ideologia. De outro, estudantes, operários, artistas e todos aqueles que tinham idéias de esquerda ou profundamente democráticas, lutavam para a derrubada deste regime e pela volta de instituições democráticas.

Músicas: Lucy In The Sky With Diamonds, Primeira Canção da Estrada e Senhor da Guerra

• Aluno (a): Dahanne Vieira Salles, Erick Miyasato, Fernando O. Viana, Gabriel Pereira, Marcelo Akeo Takiy, Marcus Borgonove, Marjorie Yuri Enya, Paulo G. Bastos, Rafael Farinaccio e Thiago A.R. Oliveir

 


Análise das letras de Lucy In The Sky With Diamonds, Primeira Canção da Estrada e Senhor da Guerra sob prima do tema: Rebeldia e Juventude.

The Beatles (1973) - 1967 1970 Blue Album CD1 - 05 - Lucy in the Sky With Diamonds

 

Divulgar conteúdo