Filme: O Lixo e a Fúria

• Aluno (a): Dahanne Vieira Salles, Erick Miyasato, Fernando O. Viana, Gabriel Pereira, Marcelo Akeo Takiy, Marcus Borgonove, Marjorie Yuri Enya, Paulo G. Bastos, Rafael Farinaccio eThiago A.R. Oliveir 

 

1245089501_lixoefuriaposter02

 

 

Análise do filme O Lixo e a Fúria sob o prisma do tema Rebeldia e Juventude.

 

Ficha Técnica

Título Original: The Filth And The Fury

Gênero: Documentário

Tempo de Duração: 105 minutos

Ano de Lançamento (Inglaterra): 2000

Direção: Julien Temple

 

O documentário, dirigido por Julien Temple, retrata a ascensão e a queda de uma das bandas mais comentadas e controversas da história do rock: Os Sex Pistols. O diretor, cuja maioria das obras discute o mundo da música pop e tem em seu currículo videoclipes de diversos cantores e bandas conhecidas do grande público, traz neste filme uma coletânea de relatos atuais e de época, assim como imagens de arquivo inéditas que ilustram o que aconteceu entre os anos de 1976 e 1978, na cena musical inglesa. A obra se baseia nos relatos das pessoas envolvidas na banda e expõe as discordâncias, as brigas e o cenário onde tudo aconteceu.

Filme: Botinada - A origem do Punk no Brasil

• Aluno (a): Dahanne Vieira Salles, Erick Miyasato, Fernando O. Viana, Gabriel Pereira, Marcelo Akeo Takiy, Marcus Borgonove, Marjorie Yuri Enya, Paulo G. Bastos, Rafael Farinaccio eThiago A.R. Oliveir 

 

botinada

 

Análise do filme Botinada sob prisma do tema: Rebeldia e Juventude.

 

Ficha Técnica

Nome:    Botinada: A Origem do Punk no Brasil

Duração: 110 minutos

Direção: Gastão Moreira

Ano:    2006 – Brasil

Gênero: Documentário

Dirigido por Gastão Moreira (jornalista e ex-apresentador da MTV Brasil e do programa “Musikaos” da TV Cultura),

 

Botinada: A Origem do Punk no Brasil apresenta a história do movimento punk, que se formou em diversas regiões do Brasil, principalmente São Paulo e Brasília, no começo da década de 80, influenciado inicialmente pelos movimentos surgidos na Inglaterra e Estados Unidos durante o final da década de 70.

Movimento Punk

• Aluno (a): Dahanne Vieira Salles, Erick Miyasato, Fernando O. Viana, Gabriel Pereira, Marcelo Akeo Takiy, Marcus Borgonove, Marjorie Yuri Enya, Paulo G. Bastos, Rafael Farinaccio eThiago A.R. Oliveir 

 

Introdução ao Movimento Punk, vetor de expressão que se notabilizou como um dos expoentes mais conhecidos das culturas de rebeldia e juventude. Nossa intenção é abordar este grande tema através das mídias produzidas por este movimento cultural, político e social.

 

O movimento que chamamos punk não possui uma origem muito bem definida. No entanto, é possível encontrar elementos do comportamento atribuído ao punk ainda no final da década de 60, em alguns grupos urbanos de grandes metrópoles como Nova York e Londres, frutos de uma sociedade em profundo questionamento e em meio a uma crise econômica que provocara o aumento do desemprego entre as classes operárias das grandes economias industriais.

Filme: Fabricando Tom Zé

• Aluno (a): Dahanne Vieira Salles, Erick Miyasato, Fernando O. Viana, Gabriel Pereira, Marcelo Akeo Takiy, Marcus Borgonove, Marjorie Yuri Enya, Paulo G. Bastos, Rafael Farinaccio eThiago A.R. Oliveir 

 

fabricando-tom-ze-poster02

 

Análise do filme Fabricando Tom Zé sob o prisma do tema: Rebeldia e Juventude.

 

Ficha técnica

Gênero: Documentário

Tempo de Duração: 89 minutos

Ano de Lançamento (Brasil): 2007

Direção: Décio Matos Jr.

 

Fabricando Tom Zé, de Décio Matos Jr., mostra da vida do polêmico e inventivo gênio da música não-popular brasileira, Antônio José Santana Martins, o Tom Zé. Este filme retrata Tom Zé não como um tropicalista criado, mas sim um tropicalista de criação, já que a sua música já tinha os moldes de inovação que o movimento tropicalista havia trazido na década de sessenta. Tom Zé viu naquele movimento traços de sua música, diferentemente de outros que incorporavam em sua música traços daquele movimento.

Divulgar conteúdo