Memorial do Imigrante

Carolina Sciarotta Gomes dos Reis (6838346) – Noturno Universidade de São Paulo/FFLCH - Departamento de História

Uma História para a Cidade de São Paulo: Um Desafio Pedagógico (FLH0425)

Prof. Drª. Antonia Terra Calazans Fernandes

 

 

Memorial do Imigrante

memorial do imigrante1

 

1. Introdução

 

     Pode-se dizer que um dos objetivos centrais do ensino de história na atualidade se relaciona com sua contribuição na construção de identidades e, nessa perspectiva, a identidade nacional é uma das que tem sido formada pelos projetos da História escolar. Entretanto, historiadores e professores de História ainda têm pela frente o desafio de entender e transmitir as relações dessa identidade nacional com o local e com o mundial.

O(s) uso(s) de documentos de arquivo na sala de aula

Arquivo Público do Estado de São Paulo
Núcleo de Ação Educativa
Oficina Pedagógica: O(s) uso(s) de documentos de arquivo na sala de aula
Graduando: Eneas Sicchierolli Neto (Universidade de São Paulo – FFLCH-USP)

 


1. Tema: As décadas finais de vigência da escravidão no Brasil (século XIX) e o processo que levou a emancipação da população escravizada.


2. Título: A conquista do fim da escravidão no Brasil: as formas de resistência da população negra escravizada e o movimento abolicionista e parlamentar.


3. Justificativa:

     Discute-se hoje em dia a importância de a educação brasileira incorporar temáticas relativas à História da África e da Cultura Afro-Brasileira nos currículos escolares. Esse foi, justamente, o objetivo da Lei 10.639/03, sancionada pelo ex-presidente Lula em 2003. Mesmo assuntos tidos como “clássicos” do currículo escolar do ensino de história como a temática da escravidão e do processo de abolição da escravatura no Brasil costumam ser marginalizados ou tratados de forma inadequada e superficial, com se não guardassem nenhuma relação com o presente tanto nos materiais didáticos disponíveis quanto pelos professores em sala de aula.

 

Ditadura Militar no Brasil: Repressão e Resistência.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS
DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA


Seqüência Didática de Ensino de História
Ditadura Militar no Brasil: Repressão e
Resistência.


Nome: Laís Alves Sanchez
Nº USP: 5974076
Professora: Antonia Terra Calazans
Ensino de História: Teoria e Prática

Seqüência Didática desenvolvida para a Disciplina de Ensino de História: Teoria e Prática, orientada
pela professora Antonia Terra Calazans.
Tema:
· Ditadura Militar no Brasil.
· Práticas e Instrumentos de Tortura.
· Movimentos de Resistência e Protestos.
· O Papel da Música nos movimentos de Resistência.
Público Alvo:
· Alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II e do 3º ano do Ensino Médio.


Objetivos:
Trazer ao aluno a discussão sobre o tema Ditadura Militar no Brasil, situando as práticas de
tortura e repressão e os movimentos de protesto, principalmente os festivais musicais. A
discussão de um tema tão importante para o entendimento e conhecimento da História do Brasil
se faz amplamente necessária e se dá de várias maneiras, por isso é interessante e julgo
necessário que o professor de história tente se valer e aproveitar as diversas manifestações da
sociedade e representações para realizar esta discussão.
Para tanto, proponho uma seqüência didática que trabalhe com historiografia, história
oral, documentos de época, legislações, produção cinematográfica nacional, vídeos não-oficiais,
notícias de jornais e músicas.
As atividades serão desenvolvidas em grupos ou individualmente, conforme o necessário,
procurando sempre organizá-las da maneira em que os alunos apreendam melhor o conteúdo e
possam fazer reflexões críticas.